NotíciasNOTÍCIAS

Notícias+ NOTÍCIAS   |   LISTAR

Festa junina em casa e saudável é possível? Confira as dicas da ANDF

11/06/2021

Por Denise Lima
Conselheira da ANDF

Mês de junho é sinônimo de festas juninas e, muitas vezes, acabam se estendendo até agosto com celebrações temáticas. As festas juninas, apesar de serem um festival originalmente religioso em homenagem aos santos do mês, se tornaram muito mais do que apenas uma comemoração. As pessoas se aproximam, festejam, se caracterizam com base na identidade territorial e tudo isso cria um sentimento de pertencimento se tornando uma tradição. Mas, em tempos de pandemia, quando devemos respeitar o distanciamento social, a ideia é manter a cultura e tradição em casa.

E quando falamos em festa junina, não podemos deixar de comentar sobre as comidas típicas que encontramos nessa época, como bolo de milho, canjica, pamonha, paçoca, cuscuz, cocada, milho assado e muito mais. Essas preparações culinárias têm um grande peso cultural para a sociedade, proporcionado uma diversidade de sabores, sendo uma forma de agradecer a fartura nas colheitas.

Mas como lidar com estas preparações e opções de alimentos de maneira saudável? É fato que algumas comidas típicas são elaboradas com uma grande quantidade de açúcares. Diante disso, podemos optar por preparações que trarão mais nutrientes às já conhecidas receitas. Para que possamos aproveitar esse momento sem exageros, seguem algumas sugestões com redução de ingredientes e inclusão de outros, melhorando a composição nutricional dessas preparações:

Canjica com redução de açúcar

Ingredientes:

250g milho para canjica
500ml de leite
1 vidro pequeno de leite de coco
5 colheres de sopa de açúcar mascavo ou demerara
Cravo a gosto
Canela em pau a gosto

Modo de preparo: Cozinhe o milho na panela de pressão utilizando apenas água. Depois de cozido, em fogo baixo, adicione os demais ingredientes e mexa até ferver e está pronto. Sirva.

 

Paçoquinha nutritiva

Ingredientes:

01 xícara de amendoim
01 colhe r(chá) de canela em pó
1/2 xícara de açúcar mascavo ou demerara
1⁄2 xícara de farelo de aveia.

 

Modo de preparo: Torre o amendoim, em seguida descasque-o e passe no triturador. Depois disso, adicione o açúcar mascavo ou demerara, a canela e o farelo de aveia. Misture bem e, em seguida, despeje numa forma para descansar por 15 minutos, depois é só cortar e servir como desejar.

PARA REFLETIR

É importante lembrar que a função da comida é nutrir, mas ela também soma a função social, afeto e remete a memórias que são construídas ao longo da nossa vida. Além de sugerir preparações mais nutritivas, o nutricionista também pode trabalhar o comer com atenção plena, também conhecida como mindful eating. Essa estratégia leva o indivíduo a aproveitar ao máximo o momento da refeição, utilizando todos os sentidos. É a atenção ao aroma, à textura, ao sabor e até mesmo aos sons do mastigar, permanecendo presente a cada mordida e saborear o alimento. Essa prática traz o paciente ao momento presente, saindo do modo “piloto automático”. Ao prestarmos atenção em cada detalhe, temos o estímulo de reduzir os exageros alimentares. É uma técnica que também ajuda o indivíduo a reconhecer com mais facilidade os sinais de fome e saciedade.

É fundamental que o paciente tenha a consciência de que uma alimentação saudável vai além da comida, abrangendo também a forma com que lidamos com o alimento. Sendo assim, é muito importante que o profissional oriente e mostre as diversas opções para que se aproveite esse momento cultural de forma leve, sem exageros e sem terrorismo nutricional.